Antonio Meneghetti

Antonio Meneghetii (1936, Itália – 2013, Brasil) alcançou quatro doutorados. Segundo os critérios canônicos das Unirversidades Romanas, foi Doutor em Filosofia e em Ciências sociais (Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino, Roma) e Doutor em teologia (Pontifícia Universidade Lateranense, Roma). Na Rússia, obteve, em 27 de abril de 1998, da suprema comissão de Avaliação Interacadêmica da federação Russa, o título de Grand Doktor Nauk em Psicologia (protocolo 0104). Obteve também a láurea em Filosofia com endereço psicológico (Universidade Católica do Sagrado Coração, Milão) e recebeu a laúrea honoris causa em física pela descoberta do “campo semântico” (Universidade Pro Deo, Nova York).

Original intelectual do nosso tempo, é autor de mais de 50 obras, em grande parte traduzidas para inglês, português, russo e chinês. Com excepcional formação em teologia e economia, foi talvez uma das últimas grandes mentes da história recente, como os grandes do passado, com capacidade de formalizar um saber unitário por evidência racional e aplicação correta.

Para ele, a Ontopsicologia, ciência que formalizou nos últimos 40 anos, é a capacidade de evidencia-se no nexo ontológico.

Será necessário algum tempo para se compreender a causalidade operativa das suas descobertas. Descobertas que consentirão familiaridade com o mundo-da-vida ou a continuidade reversível entre consciência e causalidade real.

Fundou e presidiu a Associação Internacional de Ontopsicologia ONG com status consultivo especial junto ao conselho Econômico e social das Nações Unidas. No Brasil, foi patrono da Antonio Meneghetti Faculdade, instituição de ensino superior credenciada pelo Ministério da Educação em 2007, e da Fundação Antonio Maneghetti, instituição criada em 2010 que, com o respaldo do governo brasileiro, visa garantir e perpetuar a obra e os resultados da ciência ontopsicológica no território nacional.

Para mais informações:

www.antoniomeneghetti.org.br